Thread Reader
Sindipetro-ES

Sindipetro-ES
@sindipetro_es

Nov 25
7 tweets
Twitter

Recebemos com muita preocupação a notícia de que a P-57 foi interditada na data de ontem após a vistoria anual da Marinha. Houve uma solicitação de teste de descida das quatro baleeiras da unidade. agazeta.com.br/es/economia/pl…

Durante os testes, houve um rompimento dos cabos de acionamento remoto das baleeiras e o bote de resgate da unidade estava indisponível. Esse é o retrato do sucateamento da Gestão de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da Petrobrás no Espírito Santo e que nós, do Sindipetro-ES,+
estamos há tempos denunciando. Lembrando que em setembro deste ano foi interditado o navio-plataforma Cidade de Vitória e, em 2019, a P-58, precisou parar de funcionar por oferecer uma série de riscos aos trabalhadores.
Esse é o legado da atual gestão da UN-ES, comandada pela Gerente Geral Eduarda Mangaravite. Como a Petrobrás na gestão Bolsonaro está entregue aos urubus, é provável que Mangaravite ainda seja premiada financeiramente por colocar a vida de centenas de petroleiros e petroleiras +
em risco. O pior é que isso tudo é resultado da ganância em garantir um polpudo bônus através do criminoso Programa de Prêmio por Performance da Petrobrás, que premia com mais dinheiro quem sucateia as condições dos trabalhadores visando aumentar os lucros da empresa, +
criando esse cenário caótico de insegurança. Não guardamos rancor, mas guardamos nomes! Ao final desse capítulo trágico da história do Brasil e da Petrobrás, nós iremos cobrar CADA PESSOA que ocupou algum cargo de gerência na empresa nos últimos anos e que colocou em risco+
a vida dos trabalhadores nos últimos anos. A péssima gestão da Petrobrás não pode ficar impune.
Sindipetro-ES

Sindipetro-ES

@sindipetro_es
Sindicato dos Petroleiros do Espirito Santo
Follow on Twitter
Missing some tweets in this thread? Or failed to load images or videos? You can try to .